127 Flares Twitter 1 Facebook 126 127 Flares ×

As bancadas para lavabos têm um forte potencial decorativo, basta saber escolher os modelos que mais combinam com os ambientes para criar algo único e equilibrado.

Modelos de Bancadas para Lavabos, qual a ideal para o seu ambiente?

01

Fonte: Google Imagens



Há algumas dicas básicas que sugerimos aqui para definir a escolha de uma bancada, claro que com a ajuda de um profissional de arquitetura ou designer de interiores isso se torna mais fácil. Porém, ter alguma noção da escolha colabora muito na hora da decisão final, principalmente, para conseguir imprimir seus desejos ao projeto.

Modelos de bancadas para lavabos: com ou sem cuba?

O primeiro passo está na metragem do espaço disponível para a colocação das bancadas para lavabos. A funcionalidade deve ser preservada em áreas pequenas e o conforto privilegiado em áreas maiores. Observe o abrir e fechar de portas, a posição do espelho e demais acessórios, tudo para que seja fácil a instalação, manutenção e harmonia da peça.

02

Fonte: Google Imagens

 

J040LB1V04A

Casa Ferreira | Projeto Haus | São José

Há duas formas de se encomendar a bancada para lavabos, a primeira é pedindo uma peça sob medida ou tentando encontrar algo que se encaixe na cuba já existente – em caso de reformas, por exemplo. A segunda é comprar a bancada com a cuba já inclusa.

Não há como dizer qual seria a melhor opção, pois isso dependerá da necessidade de cada lavabo, do orçamento e do projeto. Encontrar uma bancada com uma cuba perfeita (seja ela côncava ou convexa) poupa o trabalho de pedir algo sob medida, ou encontrar algo com medidas semelhantes. Porém, caso no futuro seja necessária a troca da bancada, a peça inteira necessitará ser removida. É algo a se levar em consideração antes da finalização do projeto.

Materiais para as bancadas de lavabo

As bancadas para lavabos não precisam seguir a tendência de serem apenas de pedra (como mármore, granito ou quartzo), há muitos outros materiais disponíveis no mercado que permitem inúmeras possibilidades de criações, como: madeira, acrílico, vidro e até cimento queimado.

03

Fonte: Google Imagens

Para definir o material é importante saber outros detalhes como a cor da parede e do vaso sanitário, o tipo de azulejo e piso e tipo de metais de acessórios – como puxadores de porta, gaveta e os porta-toalhas. Essas observações auxiliam na definição das nuances de pedras e madeiras, por exemplo.

06

Casa Koerich | Projetos Haus | São José

Quem optar por fazer em pedra, na maioria das vezes, necessita comprar a peça inteira e então mandar fazer a bancada sob medida, além de incorporar uma cuba – esta opção é também a mais pesada em um orçamento dependendo do tamanho da peça e dos serviços contratados. Já os demais materiais podem ser encontrados em casas de construção e decoração em diversos modelos, medidas e preços.

05

Fonte: Google Imagens

A dica é visitar estes locais e ver de perto as cores e texturas, perguntar sobre a impermeabilidade nas bancadas de madeira (o uso de verniz marítimo garante maior vedação), garantia contra rachaduras nos modelos de vidro ou acrílico e detalhes da manutenção, informações extremamente relevantes para fechar sua compra.

A opção do cimento queimado é algo nem tão caro como a pedra e nem tão barato como o vidro, porém, imprime uma aparência mais rústica e é de grande durabilidade. Combina com a maioria das cubas em porcelanato, vidro ou metal e pode ser uma boa opção para espaços com medidas limitadas, ou para projetos mais criativos.

Combinando cores

Após definir as bancadas para lavabos com o modelo da cuba, as medidas e a escolha do material é hora de determinar a harmonia de cores.

Lavabo A 02

Casa Capistrano | Projetos Haus | Campeche Florianópolis

Cores claras como pedras de granito, silestone, corian, porcelanato, vidros transparentes ou madeiras em tons mais suaves são consideradas neutras, por isso combinam com variações alegres e quentes. Para um lavabo mais sóbrio e sério (caso de alguns escritórios ou consultórios) use cores como preto, cinza ou o off-white.

Outra opção bastante usada com tons claros ou escuros é justamente o contraste, se a bancada é clara o acabamento e paredes têm cores escuras, e vice-versa. Isso traz um pouco de modernidade para o espaço e não dá abertura para erros.

051

Fonte: Google Imagens

Já se o intuito for utilizar as bancadas para lavabos para alegrar o ambiente o acabamento com pastilhas e ladrilhos hidráulicos coloridos cai bem na parede próxima, ou até formando um desenho na bancada, se o seu material for de concreto ou cimento queimado.

Quando a opção da bancada for a madeira os tons de marrom acompanham muito bem as cores amareladas, principalmente o bege. Para quem quiser inovar e trazer algo mais suave à tona os tons de verde pastel são uma alternativa.

06

Fonte: Google Imagens

Estas dicas devem ajudar no passo inicial do projeto de um lavabo novo e harmonioso. Procure sempre conversar com os profissionais que te atendem e troque ideias com seu arquiteto ou decorador, o projeto sempre sairá do seu gosto quando as duas partes envolvidas se compreendem.

ebook.haus | reforma como viabilizar o processo sem caos

banner

 

 

127 Flares Twitter 1 Facebook 126 127 Flares ×
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
127 Flares Twitter 1 Facebook 126 127 Flares ×